segunda-feira, 3 de maio de 2021

Saíu cara a obra

 Obelisco de 600 mil euros em Oeiras tem um erro ortográfico

Foi inaugurado na passada semana um obelisco de 17,59 metros. O preço desta obra, encomendada ao escultor Júlio Quaresma, foi de 600 mil euros. Nada demais a não ser … pois é, a placa que identifica o mesmo tem um erro ortográfico. Na mesma pode ler-se “defesa deste espaço de cultura e laser”. Quando o que estaria correcto era lazer. Um erro demasiado caro.

O monumento está no Parque dos Poetas e chama-se Obelisco do Tempo.

Nas fotos, o inaugurador (Isaltino Morais) e o inaugurado.



32 comentários:

  1. A palavra " laser" existe. Mas tem um significado totalmente diferente de " lazer". Ora, sem dúvida que, neste caso específico deveria estar escrito LAZER e não LASER. Erro imperdoável.
    .
    Cumprimentos poéticos
    .
    Pensamentos e Devaneios Poéticos
    .

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro que existe mas num contexto diferente (amplificação de luz por emissão estimulada de radiação).
      Como o Ryk@rdo bem disse trata-se de um erro imperdoável.
      Cumprimentos

      Eliminar
  2. Enfim....e é amanhã o Dia da Língua Portuguesa!

    Abraço e excelente semana, António

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É só amanha, há tempo de a tratar mal 😒
      Boa semana, São, um abraço.

      Eliminar
  3. Tanta gente a precisar de ajuda...
    Tão mal tratado o meu/nosso dinheiro.

    Aquelas cabines no fundo, são o quê? salas de chuto com vista aprazível?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Raras são as autarquias que zelam pelo dinheiro de todos nós.

      Aquelas cabines? Hummm, jacuzzis ... sei lá 😃
      Boa tarde, dona no.

      Eliminar
  4. Ainda que mal pergunte:erros ortográficos à parte... que benefícios trouxe esse Obelisco do Tempo, em cultura e lazer, para os munícipes de Oeiras?

    Beijinhos, António.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os munícipes de Oeiras têm onde 'obeliscar', ora essa!
      Beijinhos, Janita.

      Eliminar
  5. Quanto a mim 3 erros:
    O ortográfico, o "monumento" e o inaugurado. :)
    Livra!!!

    Um beijinho António.

    ResponderEliminar
  6. Um erro que deve ser corrigido custe o que custar... e não me estou a referir a $$$

    ResponderEliminar
  7. Uns dizem que o monumento “eterniza a memória maçónica”, outros chamam-lhe “obelisco da tolice”.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Conseguiremos uma expressão que fique a meio termo? Não faço a mínima ideia pois o ser humano é estranho e não consegue ser coerente.

      Eliminar
  8. E eu apensar que só eu é que dava erros! Lool
    .
    Não quero ficar neste panorama...
    .
    Beijos e um dia feliz

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro que não é a única.
      Grave é que esta gente tem responsabilidades perante a sociedade.

      Beijos, boa tarde de terça.

      Eliminar
  9. E é em tretas destas que o "poder local democrático" esturra os nossos impostos. São cenas destas que geram riqueza...

    Cumprimentos, caro António.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quando os autarcas se preocupam com coisas destas e esbanjam o que não lhes pertence, está quase tudo dito.

      Cumprimentos, caríssimo KK.

      Eliminar
  10. Nem sei que diga. Ninguém viu o erro antes da inauguração?
    Abraço e saúde

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ao que tudo indica, não. Ninguém presta atenção a coisa nenhuma e quem vier atrás que feche a porta.
      Abraço

      Eliminar
  11. O inaugurador será eterno? Não era, mas após a iniciativa de mandar construir o "belo"(?!) obelisco a imortalidade é certa!
    Porque será que já não tenho paciência para aturar estas almas? Detesto demagogias, logo não vou por aí, mas que a paciência falta é uma realidade!
    Com problemas económicos e socias tão sérios que a nossa sociedade vive, vai gastar-se 600 mil euros numa coisa daquelas? Aquilo serve para quê? É caso para gritar, bem alto: tenham respeito por todos nós, pode ser?!

    Beijinho zangado, mas não com o sô António, nem pensar!:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isaltino terá conseguido a imortalidade com a construção, à nossa conta, de um monumento daqueles.
      A minha paciência está, igualmente, a esgotar-se.
      Como já disse na resposta a outro comentário, aquilo (obelisco) serve para 'obeliscar'.

      Beijinho, dona GL. E não, nada de zangas.

      Eliminar
  12. Obelisco, erro ortográfico.
    Estaria a pensar no Astérix e tentou escrever em Latim>
    Estes romanos são loucos!!
    Abraço

    ResponderEliminar
  13. Mais uma treta para justificar outras tantas à custa dos nossos impostos. O certo é que à pala disso quase todos os presidentes de câmara ganham mais uns trocados.

    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo, nem preciso dizer mais nada.
      Beijocas, bom dia de quarta.

      Eliminar
  14. Pelo preço... é um ObeLUXO!... Mas para mim é um ObeLIXO... Que dinheiro tão mal empregue!... Mas enfim... apontemos para o céu, que deve ser donde cai dinheiro para estas obras...
    Beijinhos
    Ana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Infelizmente não é a única autarquia que gasta o que não deve com dinheiro dos munícipes.
      Beijinhos

      Eliminar